Olhos de concreto

Olhos de concreto

A cidade é o enredo poético: olhos de concreto, outdoors reveladores, um embate entre vida e morte, entre o indivíduo e o mundo. No meio do caos, o poeta procura o Belo entre os prédios, viadutos e o tumulto da multidão. Haverá poesia na cidade? Pergunta posta, cortante. Resposta dada, cambiante. O poema desdobra o eu lírico entre o caos da cidade e a existência minimalista no interior de si mesmo.

Poemas de Danilo Arnaldo Briskievicz, 78 p., 2021

ISBN 978-65-88685-10-5
dimensões: 18cm (alt.) x 12cm (larg.) x 0,5cm (lombada)

    R$ 30,00Preço